quinta-feira, 24 de novembro de 2011

A raínha das prateleiras

Fui a uma loja. A uma dos chineses, mas que era exactamente igual ser de portugueses, franceses ou tailandeses... Falo-vos deste episódio essencialmente pelo caricato ou pelo belo retrato ilustrativo do esplendor da adolescência inicial - ali ente os 12 e 13 anos - que constitui.
Tudo começou quando na minha visita, há uns dias atrás, ouço alguém a segredar qualquer coisa numa língua estranha. Se ao mesmo tempo não era nada comigo e prossegui no desempenho da minha tarefa - acompanhar a minha avó - a minha curiosidade foi instigada. Assim, ao desbravar (desbravar, sem violência, assim casual e placidamente) os corredores, apercebi-me que se tratava apenas do filho dos donos da loja. O rapaz e os pais, casal amoroso, habitam no prédio da minha avó pelo que já me são familiares. Naquele dia quando nos cruzamos , ele meio apressado e enrascado, retiribuiu à minha avó o cumprimento passageiro "Olá!",  e mudou de corredor. Mudou de corredor pensava eu para terminar com o linguajar estranho, mas afinal foi para o melhorar amplamente tornando-se evidente que se tratava afinal de uma performance. Estava de mp3 (motivo provável para o rapaz não se aperceber do volume dos seus sucurros) a cantar e provavelmente a coreografar um tema, porque conseguia ver gestos bem desenhados de mãos e pés ocasionalmente a escapar do corredor onde o jovem se encontrava.

Primeiro pensei "Há cada uma". Depois pensei "Perfeitamente normal. Ora aqui está um jovem saudável". Afinal, os meus 13 anos constituíram o auge das chamadas princesas pop e eu podia não ser um astro pop, mas se os meus pais tivessem uma bela de uma superfície comercial, tenho a certeza que havia de fazer sucesso enquanto raínha das prateleiras. É que estou mesmo a imaginar as inúmeras coreografias que experimentaria provavelmente ao som de um sexy, como jamais algum, "Oh baby, baby, how was I supposed to know, that something wasn't right here?".

 

7 comentários:

  1. - é bem verdade , isso já me aconteceu e penso exactamente igual * passa pelo meu blog e deixa a tua opinião , sou novata (:

    ResponderEliminar
  2. Ahaha x) que episódio tão estranho!...

    ResponderEliminar
  3. Olá.Essa é minha primeira visita ao blog.Vi seu link em outro blog e resolvi vir conhecê-lo.Adorei seu blog e já estou lhe seguindo.Seu blog é muito bem organizado e suas postagens muito bem elaboradas.
    Te convido a conhecer meu blog e segui-lo também.Aguardo sua visitinha!
    Bjs!
    Zilda Mara
    http://www.cacholaliteraria.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Acho que todos nós passámos por essa fase ;)

    ResponderEliminar
  5. ahahah, estou a imaginar uma mary jane (que não conheço, mas não interessa) com doze/treze anos a arrasar como bailarina da britney. fantástico! xD

    ResponderEliminar

Não resisto às novidades do Mundo Lá Fora. Contem-me tudo, tudinho!