quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Daddy, daddy cool...

Há muitos momentos em que sabemos o que é um pai, no verdadeiro sentido da palavra. Hoje eu soube o que é um pai no sentido quase louco e extremo da palavra. No sentido daquele que diz - Eu dava a minha vida por ti.

M.J.: Não gosto nada de andar por estas ruas a esta hora... Está escuro, não há passeios, é um perigo!

Daddy cool: Eu sei, por isso é que vou atrás de ti. Se baterem, batem em mim primeiro.

Provavelmente todos os vossos pais fazem isto. Provavelmente podem achar isto banal. Provavelmente podem achar que fiz uma introdução megalómana a um tema tão simples. Chamou pelo menos a vossa atenção? Ainda bem, porque eu vejo nesta uma daquelas declarações de amor que andam por aí todos os dias, mas que às vezes não vemos.

10 comentários:

  1. os pais tb conseguem ser fofos! e é assim que o demonstram!

    ResponderEliminar
  2. pais que são pais são assim :) eu felizmente tenho a sorte de saber que tenho uns pais que, se preciso, davam a vida por mim

    ResponderEliminar
  3. Nunca tive um pai, daí não saber o que é isso que falas :S

    ResponderEliminar
  4. Agora estou para aqui a pensar como são as declarações de amor do meu pai. Acho que é mesmo o facto de entrar no meu quarto quando chega do trabalho, não diz nada e rói a maçã com um ruído horroroso e depois sai. Ele gosta de me irritar.

    ResponderEliminar
  5. o meu pai tem os seus defeitos, dá-me cabo da paciência, mas no fundo é adorável e diz-me sempre que não há ninguém no mundo que me ame tanto como ele me ama :) É um fofinho, nunca reclama de me levar aqui e ali, até adora ser o taxista de serviço. E pode não perceber nada do que eu digo mas lá vai ouvindo e mostrando interesse pelos meus pequenos dramas...

    ResponderEliminar
  6. Percebo perfeitamente o que queres dizer ;)

    ResponderEliminar
  7. Que daddy tão querido que tu tens :D

    ResponderEliminar

Não resisto às novidades do Mundo Lá Fora. Contem-me tudo, tudinho!