quinta-feira, 11 de agosto de 2011

A minha praia é a minha família

Se há coisa que me orgulho nestas manhãs de praia é do tamanho da minha família
Do tamanho da família que já se junta há anos e anos na mesma praia. 
Dessa família de quase 30 pessoas e 3/4 guardassóis a delimitar o nosso território na areia. 
Da família que conta histórias dos tais anos e anos na mesma praia e do tempo em que tinham 17 anos e se atiravam que nem loucos para as ondas e do tempo em que tinham 7 anos e tinham o termoestato desligado, situação que apoiava os banhos prolongadíssimos que se tomam nesta idade.
Por isso, se há coisa que gostava MESMO de continuar no futuro era esta tradição. Esta tradição onde os laços de coração falam cada vez mais alto do que os laços de sangue, porque há primos em primeiro, segundo e terceiro grau. E a continuar a tradição tem de ser nesta praia, oficialmente a nossa praia. Tão nossa como nunca será outra.
Eu faço parte da 3ª geração que faz desta a sua praia. Sou a mais velha desta 3ª geração e se há sensação que me preenche e espero levar para a 4ª geração é o imenso orgulho que tenho pelo tamanho (em dimensão e qualidade) desta família: uma grande família.

14 comentários:

  1. Lindo post... Gosto de ver famílias assim.

    ResponderEliminar
  2. E se há coisas que valem a pena manter, são momentos desses!

    ResponderEliminar
  3. Eu gostava de ter uma família grande...
    A minha é pequena :(

    ResponderEliminar
  4. há magia nestes momentos =)
    Adoro famílias grandes (sei o que é pois cresci numa =P ). Parabéns, tens aí um tesouro fantástico =)

    ResponderEliminar
  5. a minha família não é grande, é bem pequenina, e estamos todos espalhados pelo país. Mas se há coisa que me deixa orgulhosa, é ver os nossos sorrisos, genuinamente felizes, de cada vez que conseguimos estar juntos.
    um beijinho mary*

    ResponderEliminar
  6. olha que bonito. Tão bom ter esse sentimento em relação à família...

    ResponderEliminar
  7. É uma sensação muito boa e é óptimo ver famílias assim :)

    ResponderEliminar
  8. que sorte, tambem goistava de ter uma familia grande :)
    irei tentar fazer uma :p
    beijinhos

    ResponderEliminar
  9. para isso tens que ter uma grande familia tu tambem :D
    eu tenho uma grande familia mas infelizmente estao espalhados pelo mundo e os que estao juntos nao se juntam porque ha muita competitividade. a modos que familia para mim é a mummy e os pequenos piglets ca de casa, mais um par ou dois de pessoas... mas não é triste, o que importa mesmo é o amor que corre entre os mesmos!

    ResponderEliminar
  10. não imaginas o quanto te invejo por isso!

    ResponderEliminar
  11. Só rezo pelas alminhas que montam o guarda-sol ao vosso lado. eheheh
    Em tempos também tive "a minha praia". Era no tempo em que o nosso grupo ainda não usava guarda-sol e nem era preciso combinar. Cada um ia aparecendo no cantinho formado pela muralha e o último molhe, a seguir à última bola da NIVEA, na Costa da Caparica.
    Com o tempo o grupo foi ficando dizimado. Uns porque casaram e deixaram "de se dar" com a "ralé". Outros porque a droga os levou a fazer férias nos parque de estacionamento (destroce, destroce) e mais tarde, ainda na flor da vida, no "jardim das tabuletas".
    Certo é que fomos ficando cada vez menos, cada vez mais sedentários, porque agora já havia guarda-sóis com criancinhas à sombra e, ou porque passávamos mais tempo no "cantinho", ou porque a paciência foi-se perdendo com a idade, um dia (vá-se lá saber qual) começámos a notar que aquela família numerosa que passara a última década "acampada" ao nosso lado, debaixo dos guarda-sóis da Delta, cada vez estava mais barulhenta e insuportável.
    A vida mudou, os hábitos mudaram e com o grupo quase reduzido a dois casais, foi-se perdendo o ritual do "cantinho" da última bola da NIVEA. Mas no meu caso, tenho a certeza que aquela família com a pronúncia "esganiçada" do Alto Alentejo, acampada ao nosso lado, contribuiu muito para a nossa mudança de praia.
    Espero que o vosso grupo seja mais civilizado, porque a praia é de todos. Às vezes... eheheheh.
    Beijinhoooo.

    ResponderEliminar

Não resisto às novidades do Mundo Lá Fora. Contem-me tudo, tudinho!